Reflexão do Evangelho 03/12/2019

Reflexão do Evangelho 02/12/2019
dezembro 2, 2019
Reflexão do Evangelho 04/12/2019
dezembro 4, 2019

Evangelho de hoje (Lc 10,21-24)

Jesus exultou no Espírito Santo e disse: «Eu te louvo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste essas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos». «Senhor, a minha alma anseia pelo teu amparo» (Sl 118,81), isto é, está à sua espera. Bem-aventurada fraqueza, que revela o desejo de um bem ainda não adquirido, mas apaixonadamente desejado. A quem correspondem estas palavras senão, desde as origens da humanidade e até ao fim dos séculos, «à raça eleita, sacerdócio real, povo adquirido» (1Ped 2,9), a todos os homens que, cada um na sua época, viveram, vivem ou viverão no desejo de Cristo? A testemunha desta espera é o velho São Simeão, que exclamou, ao tomar o Menino nos seus braços: «Agora, Senhor, podes deixar o teu servo partir em paz, segundo a tua palavra, porque os meus olhos viram a salvação» (Lc 2,29-30). É que ele tinha recebido de Deus a promessa de que não morreria antes de ter visto o Messias do Senhor. O desejo deste velho – e devemos acreditar nisto – é o de todos os santos dos tempos que o precederam. Era por isso que o Senhor dizia aos seus discípulos: «Muitos profetas e reis quiseram ver o que vedes e não o viram, ouvir o que ouvis e não o ouviram» (Santo Agostinho, bispo e doutor da Igreja).

São Francisco Xavier, Missionário da Ásia, rogai por nós!
Advento: Tempo de oração e penitência a espera do Senhor Jesus!
Shalom 🙏🌲 Veni Sancte Spiritus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *