Reflexão do Evangelho 07/06/2019

Reflexão do Evangelho 06/06/2019
junho 6, 2019
Reflexão do Evangelho 08/06/2019
junho 8, 2019

Evangelho de hoje (Jo 21,15-19)

«Apascenta as minhas ovelhas!» Apesar das três negações do Apóstolo durante a Paixão, Jesus lhe confere agora o Primado prometido (Mt 16,16-19). Jesus interroga Pedro, por três vezes, como se lhe quisesse dar a oportunidade de reparar a sua tripla negação. A entrega do Primado a Pedro foi direta e imediata. Assim o entendeu sempre a Igreja e o definiu o Concilio Vaticano I: «Ensinamos, pois, e declaramos que, segundo os testemunhos do Evangelho, o primado de jurisdição sobre a Igreja universal de Deus foi prometido e conferido imediata e diretamente ao bem-aventurado Pedro por Cristo Nosso Senhor. Porque só a Simão Pedro conferiu Jesus depois da Sua Ressurreição a jurisdição de pastor e reitor supremo sobre todo o Seu rebanho, dizendo: ‘Apascenta as Minhas ovelhas’». O Primado é uma graça que é conferida a Pedro e aos seus sucessores; é um dos elementos fundacionais da Igreja para guardar e proteger a sua unidade: «Para que o episcopado fosse uno e indiviso e a multidão universal dos crentes se conservasse na unidade da fé e da comunhão, ao preferir o bem-aventurado Pedro aos outros Apóstolos, nele instituiu um princípio perpétuo de uma e de outra unidade, e um fundamento visível» (Pastor aeternus). Portanto, o Primado de Pedro perpetua-se em todos e em cada um dos seus sucessores por disposição de Cristo, não por costume ou legislação humana. Em razão do Primado, Pedro, e cada um dos seus sucessores, é Pastor de toda a Igreja e Vigário de Cristo na terra, porque desempenha o poder vicário do próprio Cristo. O amor ao Papa, que Santa Catarina de Sena chamava «o doce Cristo na terra», deve estar coalhado de oração, sacrifício e obediência.

«Senhor, Tu sabes tudo; Tu sabes que Te amo»!
Tenha um abençoado final de semana!
Shalom 🙏 Veni Sancte Spiritus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *