Reflexão do Evangelho 13/04/2019

Reflexão do Evangelho 12/04/2019
abril 12, 2019
Reflexão do Evangelho 14/04/2019
abril 14, 2019

Evangelho de hoje (Jo 11,45-56):

«Não percebeis que é melhor um só morrer pelo povo do que perecer a nação inteira?» Uma vez mais Jesus, tal como o velho Simeão tinha predito, aparece como sinal de contradição: diante do milagre da ressurreição de Lázaro uns creem n’Ele, e outros denunciam-No aos Seus inimigos. Caifás, que exerceu o sumo pontificado do ano 18 ao 36 d.C., é o instrumento de Deus para profetizar a Morte redentora do Salvador, pois uma das funções do sumo sacerdote era consultar Deus para guiar o povo (Ex 28,30; Num 27,21; 1Sam 23,9; 30,7-8). Neste caso as palavras de Caifás têm um duplo sentido: um, pretendido por ele mesmo, é a sua intenção de dar morte a Cristo com o pretexto de garantir a tranquilidade e sobrevivência política de Israel; outro, querido pelo Espírito Santo, é o anúncio da fundação do novo Israel, a Igreja, mediante a Morte de Cristo na Cruz; Caifás não captou esse sentido. Desta maneira o último pontífice da Antiga Aliança profetiza a investidura do Sumo Sacerdote da Nova, selada com o Seu próprio Sangue.

Shalom 🙏 Veni Sancte Spiritus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *