Reflexão do Evangelho 15/08/2019

Encontro de Cura e Libertação Livrai-nos do Mal
agosto 14, 2019
Reflexão do Evangelho 16/08/2019
agosto 16, 2019

Evangelho de hoje (Mt 18,21-35)

«Senhor, quantas vezes devo perdoar se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes? Jesus respondeu: Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete». A pergunta de Pedro e, sobretudo, a resposta de Jesus nos dão a pauta do espírito de compreensão e misericórdia que deve presidir à atuação dos cristãos. A cifra de setenta vezes sete na linguagem hebraica equivale ao advérbio «sempre»: «De modo que não encerrou o Senhor o perdão num número determinado, mas deu a entender que se tem de perdoar continuamente e sempre». Também se pode observar aqui um contraste entre a atitude mesquinha dos homens em perdoar com cálculo e a misericórdia infinita de Deus. Por outro lado, a nossa situação de devedores relativamente a Deus fica muito bem refletida na parábola. A dívida de dez mil talentos é uma quantidade exorbitante que nos dá ideia do valor imenso que tem o perdão que recebemos de Deus. Contudo, o ensinamento final é o de perdoar sempre e do íntimo do coração aos nossos irmãos. «Esforça-te, se é preciso, por perdoar sempre aos que te ofenderem, desde o primeiro instante, já que, por maior que seja o prejuízo ou a ofensa que te façam, mais te tem perdoado Deus a ti» (Caminho, n° 452).

Shalom 🙏 Veni Sancte Spiritus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *