Reflexão do Evangelho 02/03/2022

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje…

Evangelho de hoje, 02 de março (Mt 6,1-6.16-18): «Quarta-feira de Cinzas, início da Quaresma»
Disse Jesus aos seus discípulos: «Tende cuidado em não praticar as vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles. Aliás, não tereis nenhuma recompensa do vosso Pai que está nos Céus. Assim, quando deres esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas, nas sinagogas e nas ruas, para serem louvados pelos homens. Em verdade vos digo: já receberam a sua recompensa. Quando deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita, para que a tua esmola fique em segredo; e teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa. Quando rezardes, não sejais como os hipócritas, porque eles gostam de orar de pé, nas sinagogas e nas esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo: já receberam a sua recompensa. Tu, porém, quando rezares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora a teu Pai em segredo; e teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa. Quando jejuardes, não tomeis um ar sombrio, como os hipócritas, que desfiguram o rosto, para mostrarem aos homens que jejuam. Em verdade vos digo: já receberam a sua recompensa. Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, para que os homens não percebam que jejuas, mas apenas o teu Pai, que está presente no que é oculto; e teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa».

COMENTÁRIO: “Entra no teu quarto!” Hoje, vamos aprender com o monge beneditino François Trévedy, que reflete conosco sobre este Evangelho: “‘Quando tu rezares, entra…’ Entra. Eis a primeira palavra de Jesus sobre a oração, a primeira etapa do método que ele nos ensina. Entra. Desde já, a direção nos é indicada: é preciso ir no sentido do interior. Entra. Vale dizer que nós estamos sempre do lado de fora; vale dizer que permanecemos fora por tanto tempo, que não rezamos; fora de nós mesmos, fora da Igreja, fora do mundo, fora de Deus. A oração nos leva a “re-integrar” nosso Domicílio e nosso Lugar; ela é a Páscoa de fora para dentro. Quando Judas foi para fora, ‘era noite’ (Jo 13,30). Tu também, por mais tempo que fiques de fora, se não te esforças por vir a ser um homem de oração, tu permaneces exilado nas ‘trevas exteriores’ (Mt 25,30). Tão logo rezas, tu entras na luz, pois a luz está dentro. Durante todo o tempo que ficas de fora, tu experimentas a tristeza. Entras? Eis a alegria! ‘Entra na alegria de teu Senhor’ (Mt 25,21). O irmão mais velho do pródigo, ‘próximo da casa, ouviu música e danças’, mas ele foi tomado de cólera e recusou entrar’ (Lc 15,25.28). Do lado de fora, só existe agitação: ‘Esforcemo-nos, pois, por entrar no repouso’ do Senhor (Hb 4,11), no grande sábado da oração contemplativa. E seria tão simples entrar! No entanto, isto nos custa; preferimos a exterioridade. Entrar exige esforço. ‘Esforçai-vos por entrar’, diz Jesus (Lc 13,24). E é muito forte o verbo que Lucas emprega aqui: Agônizesthe eiselthein. ‘Lutai para entrar; agonizai para entrar’; a Páscoa pessoal de cada homem para sua interioridade supõe nada menos que uma agonia; um batismo, também, e uma renovação total, pois, ‘a menos que nasça da água e do Espírito, ninguém pode entrar’ (Jo 3,5). Nós somos para nós mesmos a Terra Prometida, e a entrada tão laboriosa nesta Terra de interioridade constitui todo o drama de nossa história sagrada. ‘E eis que Tu estavas dentro de mim e eu estava fora de mim, e eu te procurava lá fora…’ (Santo Agostinho). Para que, enfim, nós consintamos em entrar, é preciso que se exerça sobre nós a persuasão, até mesmo a violência, da Palavra do Servo que o Pai enviou com este mandato: ‘Obriga-os a entrar!’ (Lc 14,23).” [Do livro “Orar em Segredo”, Ed. O Lutador, BH, 2009, trad. de A.C.Santini]

A Quarta-feira de Cinzas é o primeiro dia da Quaresma no calendário cristão ocidental. As cinzas que os cristãos católicos recebem neste dia são um símbolo para a reflexão sobre o dever da conversão, da mudança de vida, recordando a passageira, transitória, efêmera fragilidade da vida humana, sujeita à morte…
Rezemos pelo Povo Ucraniano e pela paz no mundo inteiro 🕊️
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler

escort -
slotbaronline.com
- cratos casino giriş -

kolaybet.pro

- asya-bahis.net -

betcup.pro

-
casinovale.club
- bahsegel.club