Reflexão do Evangelho 05/11/2021

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje….

Evangelho de hoje, 05 de novembro (Lc 16,1-8): «Os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz»
Jesus falou ainda aos discípulos: «Um homem rico tinha um administrador que foi acusado de esbanjar os seus bens. Ele o chamou e lhe disse: Que ouço dizer a teu respeito? Presta contas da tua administração, pois já não podes mais administrar meus bens. O administrador, então, começou a refletir: Meu senhor vai me tirar a administração. Que vou fazer? Cavar, não tenho forças; mendigar, tenho vergonha. Ah! Já sei o que fazer, para que alguém me receba em sua casa quando eu for afastado da administração.» Então chamou cada um dos que estavam devendo ao seu senhor. E perguntou ao primeiro: Quanto deves ao meu senhor? Ele respondeu: Cem barris de óleo! O administrador disse: Pega a tua conta, senta-te, depressa e escreve: cinquenta! Depois perguntou a outro: E tu, quando deves? Ele respondeu: Cem sacas de trigo. O administrador disse: Pega tua conta e escreve: oitenta. E o senhor elogiou o administrador desonesto, porque agiu com esperteza. De fato, os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz».
 
COMENTÁRIO: «Os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz». Jesus quer que na salvação da alma e na propagação do Reino de Deus apliquemos, pelo menos, a mesma sagacidade e o mesmo esforço que põem os homens nos seus negócios materiais ou na luta por fazer triunfar um ideal humano. Que empenho coloque os homens nas suas coisas terrenas: sonhos de honras, ambição de riquezas, preocupações de sensualidade. Eles e elas, ricos e pobres, velhos, jovens e até crianças; todos, a mesma coisa. Normalmente nós colocamos mais empenho nos negócios do mundo do que nos interesses de Deus e damos prioridade ao que rende mais aqui na terra do que o tesouro que juntamos no Céu. «Quando tu e eu pusermos o mesmo empenho nos assuntos da nossa alma, teremos uma fé viva e operante; e não haverá obstáculo que não vençamos nos nossos empreendimentos» (Caminho, n° 317). Para tomar posse das coisas de Deus, os filhos da luz deveriam dedicar a mesma astúcia e o mesmo empenho que os filhos do mundo dedicam às posses materiais. Esta é a lição central que o Mestre quer nos transmitir. Jesus não elogiou a atitude desonesta do administrador, mas a motivação que o levou a angariar a amizade das pessoas. Estas pessoas são aquelas a quem nós ajudamos e com as quais nós nos solidarizamos nas horas de necessidade. Por isso, é a maneira como vivemos e o nosso modo de ser, de tratar o semelhante, de acolher, de compreender, de dispensar que fará com que nós sejamos recebidos, um dia, nos tabernáculos eternos.
 
Está proibido falar de “céu” ou de “eternidade” para o homem moderno. O importante, alardeiam as ideologias materialistas de nossa época, é buscar a felicidade “aqui e agora”!
São Guido Maria Conforti e Beato Mariano da Mata, rogai por nós, pela Igreja de Cristo e pelo fim da Pandemia!
Tenha um abençoado final de semana!
À Jesus, toda a honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler