Reflexão do Evangelho 06/10/2021

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje….

Evangelho de hoje, 06 de outubro (Lc 11,1-4): «Pai-Nosso, a mais perfeita das orações»
Um dia, Jesus estava rezando num certo lugar. Quando terminou, um de seus discípulos pediu-lhe: “Senhor, ensina-nos a rezar, como também João ensinou a seus discípulos”. Jesus respondeu: “Quando rezardes, dizei: Pai, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. Dá-nos a cada dia o pão de que precisamos, e perdoa-nos os nossos pecados, pois nós também perdoamos a todos os nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação”.
 
COMENTÁRIO: O Pai-nosso retira a sua primeira excelência do seu autor, que não é um homem nem um anjo, mas o Rei dos anjos e dos homens, Jesus Cristo. Era necessário, escreve São Cipriano, que Aquele que vinha dar-nos a vida da graça como Salvador nos ensinasse a maneira de rezar como Mestre celestial. A sabedoria deste divino Mestre está patente na ordem, na suavidade, na força e na clareza desta oração divina, curta, mas rica em instruções, inteligível aos simples e plena de mistérios para os sábios. O Pai-nosso contém todos os deveres que temos para com Deus, os atos de todas as virtudes e a súplica de todas as nossas necessidades espirituais e corporais. Ele encerra, afirma Tertuliano, um resumo do Evangelho; ele ultrapassa, diz Tomás de Kêmpis, todos os desejos dos santos; ele inclui, de forma resumida, as sentenças mais doces dos salmos e dos cânticos; ele pede tudo aquilo de que temos necessidade; ele louva a Deus de maneira excelente; ele eleva a alma da Terra ao Céu e une-a estreitamente a Deus. Devemos recitar o Pai-nosso com a segurança de que o Pai eterno ouvirá, pois se trata da oração de seu Filho, que Ele nunca deixa de ouvir; de fato, como pode um Pai tão bom recusar pedido tão bem formulado e apoiado nos méritos e na recomendação de um Filho tão digno? (São Luis-Maria Grignion de Monfort)
 
Orai sem cessar: “Antes mesmo que me chamem, eu lhes responderei; estarão ainda falando e já serão atendidos” (Is 65,24).
São Bruno, ensina-nos a nos deixar conduzir pelos planos de Deus e rogai pelo fim da Pandemia!
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler