Reflexão do Evangelho 07/02/2021

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje….

Evangelho de hoje, 07 de fevereiro (Mc 1,29-39): «Retirou-Se para um lugar ermo e aí começou a orar»
Logo que saíram da sinagoga, foram com Tiago e João para a casa de Simão e André. A sogra de Simão estava de cama, com febre, e logo falaram dela a Jesus. Ele aproximou-se e, tomando-a pela mão, levantou-a; a febre a deixou, e ela se pôs a servi-los. Ao anoitecer, depois do pôr do sol, levavam a Jesus todos os doentes e os que tinham demônios. A cidade inteira se ajuntou à porta da casa. Ele curou muitos que sofriam de diversas enfermidades; expulsou também muitos demônios, e não lhes permitia falar, porque sabiam quem ele era. De madrugada, quando ainda estava bem escuro, Jesus se levantou e saiu rumo a um lugar deserto. Lá, ele orava. Simão e os que estavam com ele se puseram a procurá-lo. E quando o encontraram, disseram-lhe: «Todos te procuram». Jesus respondeu: «Vamos a outros lugares, nas aldeias da redondeza, a fim de que, lá também, eu proclame a Boa Nova. Pois foi para isso que eu saí». E foi proclamando nas sinagogas por toda a Galileia, e expulsava os demônios.
 
COMENTÁRIO: Vemos Jesus entregue de Corpo e alma em sua tarefa de Messias e Salvador: cura aos doentes, como à sogra do velho Pescador e muitos outros, consola os que estão tristes, expulsa demônios, predica. Todos lhe levam seus doentes e endemoninhados. Todos querem escutá-lo! Certamente Ele tinha uma atividade cansativa, que quase não lhe deixava nem respirar. Mas, Jesus procurava, também, tempo de solidão para se dedicar à oração. Distribuía o tempo sabiamente, para que sua jornada tivesse um equilíbrio razoável de trabalho e oração. Nós dizemos frequentemente: Não tenho tempo! Estamos ocupados com o trabalho do lar, com o trabalho profissional e, com as inumeráveis tarefas que enchem nossa agenda. Com frequência cremo-nos dispensados da oração diária. Fazemos muitas coisas importantes, mas corremos o risco de esquecer a mais necessária: a oração! Devemos criar um equilíbrio para fazer umas sem desatender as outras. “Um jovem padre fez a seguinte pergunta a Madre Teresa: afinal, qual é o seu segredo? Ela respondeu: é muito simples, eu rezo. Sem Deus somos pobres demais para ajudar os pobres. Mas, se rezarmos, Deus coloca o seu amor em nós. O fruto da oração é o amor. O fruto do amor é o serviço”. Jesus enquanto Deus não precisava rezar, mas para nos deixar o exemplo, Ele rezava muito. Levantava de manhã antes do amanhecer e se retirava a um lugar deserto para ficar a sós com o Pai. Às vezes passava a noite inteira em oração. Façamos o mesmo!
 
Orai sem cessar: “Jesus, médico dos médicos, cura nossas enfermidades e livra-nos do mal. Amém!”
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler

LOJA VIRTUAL

(Clique na imagem para acessar)

fechar
Comece a digitar para ver as postagens que está procurando.
Voltar Ao Topo