Reflexão do Evangelho 07/12/2020

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje…

Evangelho de hoje, 07 de dezembro (Lc 5,17-26): 

«Vimos hoje coisas maravilhosas»
Num dia, Jesus estava ensinando na presença de fariseus e mestres da Lei, que tinham vindo de todos os povoados da Galileia, da Judeia e de Jerusalém. O poder do Senhor estava nele para fazer curas. Vieram alguns homens carregando um paralítico sobre uma maca. Eles tentavam introduzi-lo e colocá-lo diante dele. Como não encontrassem um modo de introduzi-lo, por causa da multidão, subiram ao telhado e, pelas telhas, desceram o paralítico, com a maca, no meio, diante de Jesus. Vendo a fé que tinham, ele disse: «Homem, teus pecados são perdoados». Os escribas e os fariseus começaram a pensar: «Quem é este que fala blasfêmias? Quem pode perdoar pecados, a não ser Deus?». Jesus, penetrando-lhes os pensamentos, perguntou: «Que estais pensando no vosso íntimo? Que é mais fácil, dizer: ‘Teus pecados são perdoados’, ou: ‘Levanta-te e anda?’ Ora, para que saibais que o Filho do Homem tem poder de perdoar pecados na terra, — e dirigiu-se ao paralítico — eu te digo: levanta-te, pega tua maca e vai para casa». No mesmo instante, levantando-se diante de todos, pegou a maca e foi para casa, glorificando a Deus. Todos ficaram admirados e glorificavam Deus, cheios de temor, dizendo: «Vimos hoje coisas maravilhosas».
 
COMENTÁRIO: «Homem, teus pecados são perdoados»! Na atitude dos que querem a cura de seu amigo vemos os esforços humanos para conseguir aquilo que desejam. O que queriam era algo muito bom: que o doente pudesse levantar-se. Mas isso não é suficiente. Jesus deseja fazer conosco uma cura completa. E por isso começa com o que Ele tinha vindo fazer neste mundo, ou seja, salvar o homem de seus pecados. A fonte mais profunda de nossos males são sempre os nossos pecados: «Homem, teus pecados são perdoados». Frequentemente, nossa oração ou nosso interesse é só material, mas Jesus sabe o que mais nos convém. Como naqueles tempos as enfermarias estão lotadas de doentes. Mas, como aqueles homens, corremos o risco de não ir com tanta diligência ao lugar onde verdadeiramente nos restabelecemos inteiramente: ao encontro com o Senhor no Sacramento da Penitência e da Eucaristia. A causa mais profunda da doença existencial de nosso tempo, que se manifesta como stress e depressão, vazio e ausência de sentido, pode ser identificada como um sentimento de culpa que rói a alma humana. Lá no fundo, o homem sabe que se afastou de Deus. Mas como o pródigo do Evangelho, o homem “sabe”, também, que existe um lar à sua espera. Por isso mesmo, tem saudades de Deus. Por que, então, não voltar à casa do Pai? Porque não buscar o médico, quando sabemos onde encontra-Lo?
 
Santo Ambrósio, rogai por nós e pela Igreja de Cristo!
Advento: Tempo de oração, penitência e vigilância na espera do Menino Deus!
Tenha uma abençoada semana!
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler

LOJA VIRTUAL

(Clique na imagem para acessar)

fechar
Comece a digitar para ver as postagens que está procurando.
Voltar Ao Topo