Reflexão do Evangelho 08/09/2021

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje….

Evangelho de hoje, 08 de setembro (Mt 1,1-16.18-23): “Genealogia de Jesus Cristo”
Livro da origem de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão: Abraão gerou Isaac, Isaac gerou Jacó, Jacó gerou Judá e seus irmãos, Judá gerou Farés e Zara, de Tamar. Farés gerou Esrom; Esrom gerou Aram; Aram gerou Aminadab; Aminadab gerou Naasson; Naasson gerou Salmon; Salmon gerou Booz, de Raab. Booz gerou Obed, de Rute. Obed gerou Jessé. Jessé gerou o rei Davi. Davi gerou Salomão, da mulher de Urias. Salomão gerou Roboão; Roboão gerou Abias; Abias gerou Asa; Asa gerou Josafá; Josafá gerou Jorão; Jorão gerou Ozias; Ozias gerou Jotão; Jotão gerou Acaz; Acaz gerou Ezequias; Ezequias gerou Manassés; Manassés gerou Amon; Amon gerou Josias. Josias gerou Jeconias e seus irmãos, no tempo do exílio na Babilônia. Depois do exílio na Babilônia, Jeconias gerou Salatiel; Salatiel gerou Zorobabel; Zorobabel gerou Abiud; Abiud gerou Eliaquim; Eliaquim gerou Azor; Azor gerou Sadoc; Sadoc gerou Aquim; Aquim gerou Eliud; Eliud gerou Eleazar; Eleazar gerou Matã; Matã gerou Jacó. Jacó gerou José, o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado o Cristo. No total, pois, as gerações desde Abraão até Davi são quatorze; de Davi até o exílio na Babilônia, quatorze; e do exílio na Babilônia até o Cristo, quatorze. Ora, a origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José e, antes de passarem a conviver, ela encontrou-se grávida pela ação do Espírito Santo. José, seu esposo, sendo justo e não querendo denunciá-la publicamente, pensou em despedi-la secretamente. Mas, no que lhe veio esse pensamento, apareceu-lhe em sonho um anjo do Senhor, que lhe disse: «José, Filho de Davi, não tenhas receio de receber Maria, tua esposa; o que nela foi gerado vem do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, e tu lhe porás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados». Tudo isso aconteceu para se cumprir o que o Senhor tinha dito pelo profeta: «Eis que a virgem ficará grávida e dará à luz um filho. Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus-conosco».
 
COMENTÁRIO: «Eis que a virgem ficará grávida e dará à luz um filho. Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus-conosco». Hoje a Igreja celebra a Natividade da Virgem Maria, Mãe de Deus. Nossa liturgia costuma recordar apenas o dia da morte dos santos (seu natalício para a vida celeste). Não se celebra o dia do nascimento terrestre. As raras exceções são o próprio Jesus, o Salvador (25 de dezembro), Maria, a escolhida (8 de setembro) e João Batista (24 de junho), o maior entre os nascidos de mulher. O Evangelho escolhido para esta festa litúrgica repassa a genealogia de Jesus Cristo e a “anunciação” do anjo a José de Nazaré. A notícia que vem do céu, “ela dará à luz um filho”, aponta claramente para a missão que Deus confiara à Virgem Maria, missão que está na origem de seu chamado à existência. Hoje vem à luz aquela que, escolhida desde todos os séculos, foi preservada imune de toda mancha de pecado, como vaso puríssimo de eleição e sacrário digníssimo do Cristo que haveria de vir. Estamos diante de um mistério de amor. De um lado, o mistério do amor de Deus, que nos entrega seu Filho na fragilidade dos mortais. De outro, o mistério do amor humano, que se consagra aos desígnios de Deus sem reservas e sem salvaguardas. Puro amor!
 
Leia a Bíblia: “A Virgem Maria vos sirva de modelo não só pela sua generosa docilidade à Palavra de Deus, mas também, e primeiramente, pelo seu modo de aceitar o que lhe tinha sido dito!” (São João Paulo II).
Maria Santíssima, Mãe de Jesus e nossa, rogai por nós e pelo fim da Pandemia!
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Sancte Spiritus!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler