Reflexão do Evangelho 18/04/2021

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje…

Evangelho de hoje, 18 de abril (Lc 24,35-48): «A paz esteja convosco»
Então os dois contaram o que tinha acontecido no caminho, e como o tinham reconhecido ao partir o pão. Ainda estavam falando, quando o próprio Jesus apareceu no meio deles e lhes disse: «A paz esteja convosco!” Eles ficaram assustados e cheios de medo, pensando que estavam vendo um espírito. Mas ele disse: «Por que estais preocupados, e por que tendes dúvidas no coração? Vede minhas mãos e meus pés: sou eu mesmo! Tocai em mim e vede! Um espírito não tem carne, nem ossos, como estais vendo que eu tenho». E dizendo isso, ele mostrou-lhes as mãos e os pés. Mas eles ainda não podiam acreditar, tanta era sua alegria e sua surpresa. Então Jesus disse: «Tendes aqui alguma coisa para comer?» Deram-lhe um pedaço de peixe assado. Ele o tomou e comeu diante deles. Depois disse-lhes: «São estas as coisas que eu vos falei quando ainda estava convosco: era necessário que se cumprisse tudo o que está escrito sobre mim na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos». Então ele abriu a inteligência dos discípulos para entenderem as Escrituras, e disse-lhes: «Assim está escrito: o Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia, e no seu nome será anunciada a conversão, para o perdão dos pecados, a todas as nações, começando por Jerusalém. Vós sois as testemunhas destas coisas».
 
COMENTÁRIO: A importância de meditar as Escrituras! Cristo prometeu estar conosco até o fim dos tempos e, por isso, quis deixar ao nosso alcance um ponto de encontro consigo: a Bíblia Sagrada! O encontro que os Apóstolos tiveram com o Cristo Ressuscitado de forma visível e palpável, também nós o podemos ter de maneira espiritual por meio da fé e da leitura, meditada e orante, das SS. Escrituras. Nelas, com efeito, o mesmo Cristo está presente, pois d’Ele falaram Moisés e os Profetas e a Ele canta, em tons tão variados, o salmista. Por isso, o Evangelho de hoje nos convida a pedir ao Senhor que, tal como fizera com os Onze pouco antes de ascender aos céus, abra também o nosso entendimento para podermos encontrá-Lo no Texto Sagrado, ditado pelo Espírito que procede d’Ele e do Pai. Não se trata, porém, de estudar a Bíblia de modo acadêmico ou de adquirir uma vasta cultura dos escritos sagrados; tudo isso é bom e recomendável aos que podem dedicar-se a este tipo de pesquisa. O que é verdadeiramente imprescindível, se queremos viver a fundo o nosso Batismo, é saber “ruminar” as Escrituras, tê-las sempre bem presentes ao coração, quase de memória, para que, iluminados pela luz sobrenatural da fé, possamos identificar em cada uma de suas passagens a presença — às vezes clara e evidente, às vezes silenciosa e discreta — do Senhor Ressuscitado. Que Ele nos abra, pois, a inteligência e nos ajude a encontrá-Lo, a Ele que é Palavra viva do Pai, na Palavra escrita de Deus.
 
Orai sem cessar: “Senhor Jesus, revelai-nos o sentido das Escrituras e fazei o nosso coração arder quando nos falardes!”
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler