Reflexão do Evangelho 20/05/2021

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje…

Evangelho de hoje, 20 de maio (Jo 17,20-26): «Jesus roga, também, por todos aqueles que vão crer n’Ele»
Jesus ergueu os olhos ao Céu e disse: «Pai santo, não peço somente por eles, mas também por aqueles que vão acreditar em Mim por meio da sua palavra, para que eles sejam todos um, como Tu, Pai, o és em Mim e Eu em Ti, para que também eles sejam um em Nós e o mundo acredite que Tu Me enviaste. Eu dei-lhes a glória que Tu Me deste, para que sejam um, como Nós somos um: Eu neles e Tu em Mim, para que sejam consumados na unidade, e o mundo reconheça que Tu Me enviaste e que os amaste como a Mim. Pai, quero que onde Eu estou, também estejam comigo os que Me deste, para que vejam a minha glória, a glória que Me deste, por Me teres amado antes da criação do mundo. Pai justo, o mundo não Te conheceu, mas Eu conheci-Te, e estes reconheceram que Tu Me enviaste. Dei-lhes a conhecer o teu nome e dá-lo-ei a conhecer, para que o amor com que Me amaste esteja neles, e Eu esteja neles».
 
COMENTÁRIO: «De modo que sejam um, como nós somos um: Eu neles e Tu em Mim!» O corpo da Igreja de Cristo, resultado harmonioso da reunião dos seus santos desde a origem dos tempos, atinge a sua constituição equilibrada e integral na união dos filhos de Deus, dos primogênitos inscritos nos céus (Lc 10,20). É o próprio Deus, nosso Salvador, que revela o carácter indissolúvel e indivisível da união com Ele, quando diz aos Apóstolos: «Eu estou no Pai e o Pai está em Mim; e vós estais em Mim e Eu estou em vós» (Jo 10,38; 14,20). E torna isso ainda mais claro, acrescentando: «Eu dei-lhes a glória que Tu me deste, de modo que sejam um, como Nós somos um. Eu neles e Tu em Mim, para que eles cheguem à perfeição da unidade». E de novo: «A fim de que o amor com que Tu me amaste esteja neles e Eu próprio esteja neles». Oh, maravilha! Oh, indizível condescendência de amor que Deus, o amigo dos homens (Sab 1,6), nos traz!  Aquilo que Ele é aos olhos de seu Pai, isso nos concede que sejamos a seus olhos, por adoção e pela graça. O Filho nos dá, pela graça divina, a glória que o Pai Lhe deu. Melhor ainda: do mesmo modo que Ele está no Pai e o Pai Nele, assim também o Filho de Deus estará em nós e nós no próprio Filho, pela graça. Uma vez tornado semelhante a nós pela carne, Ele nos tornou participantes da sua divindade e incorpora-nos Nele. Aliás a divindade na qual participamos por esta comunhão, não é divisível em partes separadas; conclui-se necessariamente que, uma vez que nela participamos de verdade, somos também nós inseparáveis deste Espírito único, formando um só corpo com Cristo (Simeão, monge grego).
 
Orai sem cessar: “Vinde Espírito Santo e renova a face da terra!”
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler