Reflexão do Evangelho 21/02/2022

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje…

Evangelho de hoje, 21 de fevereiro (Mc 9,14-29): «Tudo é possível a quem tem fé»
Quando voltaram para junto dos discípulos, encontraram-nos rodeados por uma grande multidão, e os escribas discutiam com eles. Logo que a multidão viu Jesus, ficou admirada e correu para saudá-lo. Jesus perguntou: «Que estais discutindo?» Alguém da multidão respondeu-lhe: «Mestre, eu trouxe a ti o meu filho que tem um espírito mudo. Cada vez que o espírito o agride, joga-o no chão, e ele começa a espumar, range os dentes e fica completamente duro. Eu pedi aos teus discípulos que o expulsassem, mas eles não conseguiram». Jesus lhes respondeu: «Ó geração sem fé! Até quando vou ficar convosco? Até quando vou suportar-vos? Trazei-me o menino!». Levaram-no. Quando o espírito viu Jesus, sacudiu violentamente o menino, que caiu no chão e rolava espumando. Jesus perguntou ao pai: «Desde quando lhe acontece isso? O pai respondeu: «Desde criança. Muitas vezes, o espírito já o lançou no fogo e na água, para matá-lo. Se podes fazer alguma coisa, tem compaixão e ajuda-nos». Jesus disse: «Se podes…? Tudo é possível para quem crê». Imediatamente, o pai do menino exclamou: «Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé». Vendo Jesus que a multidão se ajuntava ao seu redor, repreendeu o espírito impuro: «Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: sai do menino e nunca mais entres nele». O espírito saiu, gritando e sacudindo violentamente o menino. Este ficou como morto, tanto que muitos diziam: «Morreu!». Mas Jesus o tomou pela mão e o levantou; e ele ficou de pé. Depois que Jesus voltou para casa, os discípulos lhe perguntaram, em particular: «Por que nós não conseguimos expulsá-lo?» Ele respondeu: «Essa espécie só pode ser expulsa pela oração».

COMENTÁRIO: Aumenta a minha fé! Ao descer do monte da Transfiguração, Jesus se depara com um menino desfigurado. De um lado, víramos a humanidade gloriosa de Cristo a participar do esplendor da divindade; de outro, contemplamos a uma humanidade atordoada por Satanás, lançada muitas vezes no fogo e na água. Para curar esse jovem enfermo, Jesus exige uma só coisa: a obediência da fé. “Tudo é possível para o que crê”, diz àquele pai desconsolado que, diante da desgraça do filho, parece até duvidar do poder do Senhor: “Se podes fazer alguma coisa”… E, no entanto, ele roga, humilhado: “Eu tenho fé, mas ajuda a minha falta de fé”. É o que hoje somos convidados a pedir. Com efeito, para nos configurarmos ao Cristo Glorioso, temos de pedir sempre mais e mais fé, com constância e perseverança: é por meio dela que, desapegando-nos dos enganos e seduções deste mundo desfigurado pelo pecado, somos purificados e capacitados a levar, com mais clareza e integridade, a imagem bela e formosa d’Aquele a cuja semelhança fomos criados.

Orai sem cessar: “Eu tenho fé, mas ajuda a minha falta de fé”.
São Pedro Damião, rogai por nós, pela Igreja de Cristo e pelo fim da Pandemia!
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler

escort -
slotbaronline.com
- cratos casino giriş -

kolaybet.pro

- asya-bahis.net -

betcup.pro

-
casinovale.club
- bahsegel.club