Reflexão Do Evangelho 29/03/2021

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje…

Evangelho de hoje, 29 de março (Jo 12, 1-11): “Jantar em Betânia”
Seis dias antes da Páscoa, Jesus foi a Betânia, onde morava Lázaro, que ele tinha ressuscitado dos mortos. Lá, ofereceram-lhe um jantar. Marta servia, e Lázaro era um dos que estavam à mesa com ele. Maria, então, tomando meio litro de perfume de nardo puro e muito caro, ungiu os pés de Jesus e os enxugou com os cabelos. A casa inteira encheu-se do aroma do perfume. Judas Iscariotes, um dos discípulos, aquele que entregaria Jesus, falou assim: «Por que este perfume não foi vendido por trezentos denários para se dar aos pobres?». Falou assim, não porque se preocupasse com os pobres, mas, porque era ladrão: ele guardava a bolsa e roubava o que nela se depositava. Jesus, porém, disse: «Deixa-a! que ela o guarde em vista do meu sepultamento. Os pobres, sempre os tendes convosco. A mim, no entanto, nem sempre tereis». Muitos judeus souberam que ele estava em Betânia e foram para lá, não só por causa dele, mas também porque queriam ver Lázaro, que Jesus tinha ressuscitado dos mortos. Os sumos sacerdotes, então, decidiram matar também Lázaro, pois por causa dele muitos se afastavam dos judeus e começaram a crer em Jesus».
 
COMENTÁRIO: «Pobres, sempre os tereis convosco!» O Pai não poupou o seu próprio Filho (Rom 8,32); e tu não dás sequer um bocado de pão Àquele que foi entregue e imolado por ti. Por ti, o Pai não O poupou; e tu passas com desprezo ao lado de Cristo que tem fome, enquanto vives dos benefícios que Ele te conquistou. Ele foi entregue por ti, imolado por ti, vive em necessidade por ti e quer que a tua generosidade seja vantajosa para ti; mesmo assim, tu não dás. Haverá pedras tão duras como o vosso coração quando tantas razões o interpelam? Não bastou a Cristo sofrer a morte e a Cruz; Ele quis ainda tornar-Se pobre, mendigo e nu, ser colocado na prisão (Mt 25,36), a fim de que ao menos isso te tocasse: «Se nada me dás pelas minhas dores», diz-nos, «tem piedade de Mim por causa da minha pobreza. Se não queres ter piedade de Mim por causa da minha pobreza, que seja a minha doença a vergar-te, que sejam as minhas correntes a enternecer-te. E, se isso não te toca, consente ao menos por causa da pequenez do pedido. Não te peço coisas difíceis; peço-te pão, um teto e umas palavras de amizade. Estive preso por ti e continuo a estar, a fim de que, comovido com as minhas cadeias do passado ou com as do presente, tu queiras ser misericordioso para comigo. Passei fome por ti, e continuo a passar. Tive sede quando estava suspenso da Cruz e continuo a ter sede pelos pobres, a fim de te atrair a Mim dessa maneira, e te salvar». Com efeito, Ele diz: «Quem recebe um destes pequeninos, a Mim recebe (Mc 9,37). Podia coroar-te sem isso, mas quero tornar-Me teu devedor, a fim de que uses a coroa com segurança. É por isso que, podendo alimentar-Me a Mim próprio, ando a mendigar dum lado para o outro, me coloco à tua porta e te estendo a mão. É por ti que quero ser alimentado, porque te amo ardentemente. A minha felicidade consiste em estar sentado à tua mesa» (São João Crisóstomo, bispo e doutor da Igreja).
 
Orai sem cessar: «Somos em toda a parte o bom odor de Cristo!» (2Cor 2,14-15)
Tenha uma abençoada Semana Santa!
São José, servo justo e fiel, rogai por nós e pelo fim da Pandemia e de todo mal que a circunda!
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler