Reflexão do Evangelho 31/05/2021

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje….

Evangelho de hoje, 31 de maio (Lc 1,39-56): «A visitação de Nossa Senhora»
Naqueles dias, Maria partiu apressadamente para a região montanhosa, dirigindo-se a uma cidade de Judá. Ela entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou de alegria em seu ventre, e Isabel ficou repleta do Espírito Santo. Com voz forte, ela exclamou: «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Como mereço que a mãe do meu Senhor venha me visitar? Logo que a tua saudação ressoou nos meus ouvidos, o menino pulou de alegria no meu ventre. Feliz aquela que acreditou, pois o que lhe foi dito da parte do Senhor será cumprido!». Maria então disse: «A minha alma engrandece o Senhor, e meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, porque ele olhou para a humildade de sua serva. Todas as gerações, de agora em diante, me chamarão feliz, porque o Poderoso fez para mim coisas grandiosas. O seu nome é santo, e sua misericórdia se estende de geração em geração sobre aqueles que o temem. Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os que tem planos orgulhosos no coração. Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes. Encheu de bens os famintos, e mandou embora os ricos de mãos vazias. Acolheu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, conforme prometera a nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre». Maria ficou três meses com Isabel. Depois, voltou para sua casa.
 
COMENTÁRIO: «Aonde Maria chega, está presente Jesus!» Na hodierna festa da Visitação, como em qualquer página do Evangelho, vemos Maria dócil aos desígnios divinos e em atitude de amor previdente para com os irmãos. De fato, a humilde jovem de Nazaré, ainda surpreendida por tudo o que o anjo Gabriel lhe anunciou, isto é, que será a mãe do Messias prometido, ouve dizer que também sua idosa parente Isabel espera um filho na sua velhice. Sem hesitar põe-se a caminho, anota o evangelista, para alcançar «apressadamente» a casa da prima e pôr-se à sua disposição num momento de particular necessidade. Observemos que, no encontro entre a jovem Maria e a já idosa Isabel, o protagonista escondido é Jesus. Maria leva-O no seu seio como um tabernáculo sagrado e oferece-O como o dom maior a Zacarias, a sua esposa Isabel e ao menino que se está a desenvolver no seu seio: «na verdade, logo que chegou aos meus ouvidos a voz da tua saudação, o menino exultou de alegria no meu seio». Aonde Maria chega, está presente Jesus. Quem abre o seu coração à Mãe encontra e acolhe o Filho e fica repleto da sua alegria (Lc 2,10). A verdadeira devoção mariana nunca ofusca nem diminui a fé e o amor a Jesus Cristo nosso Salvador, único mediador entre Deus e os homens. Ao contrário, a entrega a Nossa Senhora é um caminho privilegiado, experimentado por tantos santos, para um seguimento fiel do Senhor. Confiemo-nos, pois, a Ela com filial abandono! (Cardeal Joseph Ratzinger).
 
Ó Virgem santíssima, não permitais, que eu viva nem morra em culpas mortais! Rogai por todas as mulheres que desejam ser mãe e pelo fim da Pandemia!
Tenha uma abençoada semana!
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏 Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler