Reflexão do Evangelho 31/07/2022

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje…

Evangelho de hoje, 31 de julho (Lc 12, 13-21): “A parábola do homem rico”
Alguém do meio da multidão disse a Jesus: «Mestre, dize ao meu irmão que reparta a herança comigo». Ele respondeu: “Homem, quem me encarregou de ser juiz ou árbitro entre vós?». E disse-lhes: «Atenção! Guardai-vos de todo tipo de ganância, pois mesmo que se tenham muitas coisas, a vida não consiste na abundância de bens». E contou-lhes uma parábola: «A terra de um homem rico deu uma grande colheita. Ele pensava consigo mesmo: ‘Que vou fazer? Não tenho onde guardar minha colheita’. Então resolveu: ‘Já sei o que fazer! Vou derrubar meus celeiros e construir maiores; neles vou guardar todo o meu trigo, junto com os meus bens. Então poderei dizer a mim mesmo: Meu caro, tens uma boa reserva para muitos anos. Descansa, come, bebe, goza a vida!’ Mas Deus lhe diz: «Tolo! Ainda nesta noite, tua vida te será retirada. E para quem ficará o que acumulaste? Assim acontece com quem ajunta tesouros para si mesmo, mas não se torna rico diante de Deus».

COMENTÁRIO: «A vida não consiste na abundância de bens». “Aqueles que ambicionam tornar-se ricos caem nas armadilhas do demônio e em muitos desejos insensatos e nocivos, que precipitam os homens no abismo da ruína e da perdição. Porque a raiz de todos os males é o amor ao dinheiro. Acossados pela cobiça, alguns se desviaram da fé e se enredaram em muitas aflições” (1Timóteo 6,9-10). À luz do Evangelho de hoje, podemos nos perguntar: De que enchemos nosso coração? O Senhor não colocou nossa felicidade nas heranças, boas comidas, carro do ano, férias em lugares exóticos, casas de campo, o sofá, festas ou dinheiro. Todas essas coisas podem ser boas, mas em si mesmas não podem saciar o desejo de plenitude da nossa alma, portanto, devemos usá-las bem, como meios que são. Jesus veio ensinar os princípios e os critérios morais que deverão informar a justa ação dos homens nos assuntos temporais, mas não resolvê-los; para isso nos dotou de inteligência e de liberdade. «Quem vive como se tivesse de morrer cada dia, visto que é incerta a nossa vida por natureza, não pecará, já que o bom temor extingue grande parte da desordem dos apetites; pelo contrário, quem julga que vai ter uma vida longa, facilmente se deixa dominar pelos prazeres». A busca exclusiva do ‘ter’ forma um obstáculo ao crescimento do ‘ser’ e opõe-se à sua verdadeira grandeza…

Onde está o teu tesouro, lá está teu coração, tanto faz se somos ‘pobres’ ou ‘ricos’!
Sangue de Cristo, torrente de Misericórdia, salvai-nos!
Tenha uma abençoada semana!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler

escort -
slotbaronline.com
- cratos casino giriş -

kolaybet.pro

- asya-bahis.net -

betcup.pro

-
casinovale.club
- bahsegel.club