Preparando-se para Pentecostes

Parte I

Preparando-se para Pentecostes

​Como não se preparar para receber Àquele que é o Amor da tua vida espiritual?
​Quero meditar, alguns aspectos da nossa relação com o Espírito Santo, a partir de uma canção bem conhecida. Este canto nos inspira ao Encontro com o Ele! Composto em 1973, “Eu navegarei”, continua atual. Vamos a primeira estrofe:

“Eu navegarei no oceano do Espírito,
E ali adorarei ao Deus do meu amor”.


​Que será esse ‘oceano do Espírito’? Tal oceano é o Amor divino! Este Amor é incomensurável tal como os oceanos. Superiormente mais profundo que eles! Navegar no oceano do Espírito é estar imerso no e do Amor trinitário. Navegar no Espírito é buscar, lutar, acolher, perseverar no Amor. Quero lembrar-nos que isso não é um privilégio ou chamado de alguns, é uma necessidade de todos nós, um direito que temos como filhos e filhas do Amor!
​Portanto, nosso primeiro fruto de intimidade com o Espírito Santo é a vivência do amor à Deus, que consequentemente, incidirá na relação de amor entre nós! Faz sentido?

​E a Adoração? No oceano do Espírito, a necessidade da adoração é uma consequência da experiência com o Amor! Adorar é questão de prioridade diante do primeiro mandamento. A verdadeira adoração, ensinou-nos o Papa Bento, é dar de si mesmo a Deus e aos homens, a verdadeira adoração é o amor! Somente na graça do Fogo do Espírito, Divino Amor, poderemos tornar-nos verdadeiros adoradores.
​Adorar a Deus no Espírito de Amor, e adorar o Espírito Santo para permanecermos no Amor: Eis aqui um segundo fruto da nossa relação pessoal com o Espírito Santo.

​Vamos nos preparar para pedir essas graças em Pentecostes?

———/———

Parte II

Como você está? O que carrega no coração neste tempo da pandemia? Tens feito experiência viva de que o Espírito Santo está te acompanhando, ensinando e consolando?
A Segunda estrofe da canção que estamos meditando para aguardarmos Pentecostes, diz:

“Eu adorarei ao Deus da minha vida, que me compreendeu sem nenhuma explicação”.

Essa estrofe é simplesmente fantástica! O Amor de Deus por nós além de ser real é inexplicável! É um amor sem alteração, sem condição, sem lógica humana. Um amor acolhedor que eleva e cura, que nos coloca dentro do seu divino circuito de Amor! Existe um ventre de amor no interior da Trindade no qual somos acolhidos, fecundados e gerados diariamente!
O Espírito Santo é o Deus que da parte da Trindade nos compreende sem nenhuma explicação! Influenciados por um Ocidente tão racional, desde pequenos, buscamos explicação para tudo e diante de todos. Não precisamos disso diante de Deus! Ele, pelo Seu Espírito, nos compreendeu, compreende e compreenderá sempre, sem NENHUMA EXPLICAÇÃO! Isso deve nos dar confiança na nossa relação com Deus! 
Adore o Espírito Santo por este ato de Amor divino! Busque-o para que sua relação com Deus seja transformada! 
O Espírito Santo, disse São Basílio, ainda no século IV, restitui o paraíso, concede-nos entrar no Reino dos céus e voltar à adoção de filhos. Dá-nos a confiança de chamar a Deus nosso Pai, de participar da graça de Cristo, de sermos chamados filhos da luz, de tomar parte na glória eterna, numa palavra, de receber a plenitude de todas as bênçãos, tanto na vida presente, quanto na futura.
Vamos nos preparar para pedir essas graças em Pentecostes?

Missão Há Poder de Deus

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler