Reflexão do Evangelho 09/08/2021

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje….

Evangelho de hoje, 09 de agosto (Mt 17,22-27): “O imposto do Templo”
Naquele tempo, quando Jesus e os seus discípulos estavam reunidos na Galileia, ele lhes disse: “O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens. Eles o matarão, mas no terceiro dia ele ressuscitará”. E os discípulos ficaram muito tristes. Quando chegaram a Cafarnaum, os cobradores do imposto do Templo aproximaram-se de Pedro e perguntaram: “O vosso mestre não paga o imposto do Templo?” Pedro respondeu: “Sim, paga”. Ao entrar em casa, Jesus adiantou-se, e perguntou: “Simão, que te parece: Os reis da terra cobram impostos ou taxas de quem: dos filhos ou dos estranhos?” Pedro respondeu: “Dos estranhos!” Então Jesus disse: “Logo os filhos são livres. Mas, para não escandalizar essa gente, vai ao mar, lança o anzol, e abre a boca do primeiro peixe que pescares. Ali encontrarás uma moeda; pega então a moeda e vai entregá-la a eles, por mim e por ti”.
 
COMENTÁRIO: “Os reis da terra cobram impostos dos filhos ou dos estranhos?” No tempo de Jesus, «didracma» era a moeda equivalente ao tributo que deviam pagar anualmente todos os Judeus ao Templo de Jerusalém. Correspondia mais ou menos ao jornal de um operário. O «estáter» de que falará o Senhor um pouco mais adiante era uma moeda grega equivalente a dois didracmas. Jesus Cristo ensinava os Seus discípulos mediante coisas grandes e pequenas. A Pedro, que devia ser rocha sobre a qual ia fundar a Sua Igreja (Mt 16, 18-19), depois de o preparar com o magnífico episódio da Transfiguração (Mt 17, 1-8), faz-lhe ver agora a Sua divindade mediante um milagre de aparência intranscendente. Além disso, deve notar-se a pedagogia de Jesus: depois do segundo anúncio da Sua Paixão, os Seus discípulos tinham ficado tristes; agora levanta o ânimo de Pedro com este milagre de características tão íntimas. Vemos aqui a exatidão com que o Senhor quis cumprir os deveres de cidadão. Tenha-se em conta que, embora o imposto da didracma fosse de índole religiosa, contudo, pela constituição teocrática de Israel naquele tempo, o pagamento deste tributo implicava também uma obrigação de ordem cívica.
 
Pagar impostos é um dever de todo cidadão e nós cristãos somos chamados a ser bons cidadãos, cidadãos do Céu! (Filipenses 3,20)
Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein), rogai por nós, pela Igreja de Cristo, pelos cristãos perseguidos e martirizados no mundo inteiro e pelo fim da Pandemia!
Tenha uma abençoada semana!
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Lumem Cordium! Veni Sancte Spiritus!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler