Reflexão do Evangelho 14/05/2021

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje…

Evangelho de hoje, 14 de maio (Jo 15,9-17): «Eis o meu mandamento: amai-vos uns aos outros»
Disse Jesus aos discípulos: «Como meu Pai me ama, assim também eu vos amo. Permanecei no meu amor. Se observardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu observei o que mandou meu Pai e permaneço no seu amor». Eu vos disse isso, para que a minha alegria esteja em vós, e a vossa alegria seja completa. Este é o meu mandamento: “amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei”. Ninguém tem amor maior do que aquele que dá a vida por seus amigos. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu Senhor. Eu vos chamo amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai». Não fostes vós que me escolhestes; fui eu que vos escolhi e vos designei, para dardes fruto e para que o vosso fruto permaneça. Assim, tudo o que pedirdes ao Pai, em meu nome, ele vos dará. O que eu vos mando é que vos ameis uns aos outros».
 
COMENTÁRIO: «É este o meu mandamento: que vos ameis uns aos outros como Eu vos amei!» Quem possui a caridade de Cristo cumpra os mandamentos de Cristo. Quem poderá descrever o vínculo da caridade divina? Quem poderá exprimir a magnificência da sua beleza? A altura a que nos eleva a caridade é inexprimível. A caridade nos une a Deus, «a caridade cobre a multidão dos pecados» (1Ped 4,8), a caridade tudo aceita, tudo suporta com paciência. Nada há de indigno na caridade, nada de soberbo. A caridade não admite cismas, não promove discórdias, tudo realiza em perfeita harmonia; na caridade encontram a perfeição todos os eleitos de Deus, e sem a caridade nada é agradável a Deus. Na caridade nos acolheu o Senhor; pela sua caridade para conosco, Jesus Cristo nosso Senhor, segundo a vontade divina, derramou o seu sangue por nós, imolou a sua carne para redimir a nossa carne, deu a sua vida para salvar a nossa vida. Vede como é grande e admirável a caridade, e como é inefável a sua perfeição. Quem é capaz de a praticar perfeitamente, a não ser aqueles a quem Deus torna dignos? Oremos, portanto, e supliquemos a sua misericórdia, para que nos faça viver na caridade, livres de toda a parcialidade humana. Passaram todas as gerações, desde Adão até hoje; mas aqueles que, por graça de Deus, foram perfeitos na caridade, alcançaram a terra dos santos e hão de se manifestar quando aparecer o Reino de Cristo. Felizes de nós, se cumprirmos os preceitos de Deus na concórdia da caridade, porque pela caridade alcançamos o perdão dos pecados (São Clemente de Roma, papa).
 
Orai sem cessar: “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver caridade, nada sou…” (1Cor 13,1)
São Matias, rogai por nós e pelos cristãos perseguidos e martirizados no mundo inteiro!
Tenha um abençoado final de semana
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler