Reflexão do Evangelho 20/09/2020

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje…

Evangelho de hoje, 20 de setembro (Mt 20,1-16): “Os trabalhadores da última hora”
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos esta parábola: «Pois o Reino dos Céus é como o proprietário que saiu de madrugada para contratar trabalhadores para a sua vinha. Combinou com os trabalhadores a diária e os mandou para a vinha. Em plena manhã, saiu de novo, viu outros que estavam na praça, desocupados, e lhes disse: ‘Ide também vós para a minha vinha. Eu pagarei o que for justo’. E eles foram. Ao meio-dia e em plena tarde, ele saiu novamente e fez a mesma coisa. Saindo outra vez pelo fim da tarde, encontrou outros que estavam na praça e lhes disse: ‘Por que estais aí o dia inteiro desocupados?’. Eles responderam: ‘Porque ninguém nos contratou’. E ele lhes disse: ‘Ide vós também para a minha vinha’». Ao anoitecer, o dono da vinha disse ao administrador: ‘Chama os trabalhadores e faze o pagamento, começando pelos últimos até os primeiros!’. Vieram os que tinham sido contratados no final da tarde, cada qual recebendo a diária. Em seguida vieram os que foram contratados primeiro, pensando que iam receber mais. Porém, cada um deles também recebeu apenas a diária. Ao receberem o pagamento, começaram a murmurar contra o proprietário: ‘Estes últimos trabalharam uma hora só, e tu os igualaste a nós, que suportamos o peso do dia e o calor ardente’. Então, ele respondeu a um deles: ‘Companheiro, não estou sendo injusto contigo. Não combinamos a diária? Toma o que é teu e vai! Eu quero dar a este último o mesmo que dei a ti. Acaso não tenho o direito de fazer o que quero com aquilo que me pertence? Ou estás com inveja porque estou sendo bom?’. Assim, os últimos serão os primeiros, e os primeiros serão os últimos».
 
COMENTÁRIO: «Assim, os últimos serão os primeiros, e os primeiros serão os últimos». “Os trabalhadores da última hora”! A parábola refere-se diretamente ao povo judaico. Deus o chamou na primeira hora, desde há séculos. Ultimamente chamou também os gentios. Todos são chamados com o mesmo direito a fazer parte do novo Povo de Deus, que é a Igreja. Para todos o convite é gratuito. Por isso, os Judeus, que foram chamados primeiro, não teriam razão ao murmurar contra Deus pela escolha dos últimos, que têm o mesmo prêmio: fazer parte do Seu Povo. À primeira vista, o protesto dos jornaleiros da primeira hora parece justo. E parece-o, porque não compreendem que poder trabalhar na vinha do Senhor é um dom divino. Jesus deixa claro com a parábola que são diversos os caminhos pelos quais chama, mas que o prêmio é sempre o mesmo: o Céu! Quanto a mim, o que me interessa é saber que eu posso, ainda hoje, mesmo tendo perdido tantas oportunidades anteriores, atender ao chamado de Jesus e começar a trabalhar em sua vinha. Posso ter desperdiçado muito tempo; posso ter caído no fundo do poço; posso ter vivido na ilusão do mundo, mas ainda é tempo – mesmo na undécima hora, de acolher o chamado divino e experimentar o amor do Pai!
 
Leia a Bíblia: Nosso Deus laborioso nunca para de trabalhar. Muito depois do término da criação física relacionada com a Terra, Jesus disse: “Meu Pai continua agindo até agora, e eu ajo também” (João 5,17)… “Que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras?” (Tg 2,14)
São Januário, rogai por nós e pelos cristãos perseguidos no mundo inteiro!
À Jesus, toda a honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler

LOJA VIRTUAL

(Clique na imagem para acessar)

fechar
Comece a digitar para ver as postagens que está procurando.
Voltar Ao Topo