Reflexão do Evangelho18/12/2020

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje…

Evangelho de hoje, 18 de dezembro (Mt 1, 18-24): “José, filho de Davi, esposo de Maria”
A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José e, antes de passarem a conviver, ela encontrou-se grávida pela ação do Espírito Santo. José, seu esposo, sendo justo e não querendo denunciá-la publicamente, pensou em despedi-la secretamente. Mas, no que lhe veio esse pensamento, apareceu-lhe em sonho um anjo do Senhor, que lhe disse: «José, Filho de Davi, não tenhas receio de receber Maria, tua esposa; o que nela foi gerado vem do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, e tu lhe porás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados». Tudo isso aconteceu para se cumprir o que o Senhor tinha dito pelo profeta: «Eis que a virgem ficará grávida e dará à luz um filho. Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus-conosco». Quando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor tinha mandado e acolheu sua esposa.
 
COMENTÁRIO: «José, Filho de Davi, não tenhas receio de receber Maria, por tua esposa; o que nela foi gerado vem do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, e tu lhe porás o nome de Jesus». Entre os hebreus, o noivado era coisa séria. Uma noiva adúltera era apedrejada após a denúncia feita pelo noivo. Não admira que José, o justo, sem poder conciliar a evidência de gravidez com a íntima certeza de que sua noiva era pura e fiel, pensasse em se afastar dela, em silêncio, certamente por intuir que o dedo de Deus estava naquela história. É quando ocorre a “Anunciação do anjo a José”. E a mensagem do Anjo é clara: “Não temas! É obra do Espírito de Deus…” Despertando do sono, José põe em prática aquilo que “ouvira” e toma por esposa a noiva grávida de Deus. Na prática, não basta ouvir a voz de Deus. É preciso “despertar do sono”. Enquanto cochilamos, não entramos em ação conforme manda a voz de Deus. Por isso que o apóstolo Paulo tantas vezes insistia: “Eis a hora de despertar do vosso sono… A noite está adiantada, o dia está bem próximo” (Rm 13,11-12a). “Desperta, tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e sobre ti o Cristo resplandecerá” (Ef 5,14). O tempo do Advento nos convida a despertar da sonolência e ficar de olhos acesos para o Cristo que vem. Rotinas sem alma, anestesias da tv, relacionamentos mornos… tudo isso é incompatível com a expectativa da iminente chegada do Senhor. Se o “velhinho de vermelho” não nos distrair do Essencial, quem sabe estaremos acordados quando o Menino chegar…
 
Orai sem cessar: “Ainda um pouco de tempo – sem dúvida, bem pouco, e o que há de vir virá e não tardará” (Heb 10, 37).
Advento: Tempo de oração, penitência e vigilância a espera do Senhor Jesus!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler