Reflexão do evangelho 06/11/2020

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje…,

Evangelho de hoje, 06 de novembro (Lc 16,1-8):

«Parábola do Administrador Infiel»
Jesus falou ainda aos discípulos: «Um homem rico tinha um administrador que foi acusado de esbanjar os seus bens. Ele o chamou e lhe disse: Que ouço dizer a teu respeito? Presta contas da tua administração, pois já não podes mais administrar meus bens. O administrador, então, começou a refletir: Meu senhor vai me tirar a administração. Que vou fazer? Cavar, não tenho forças; mendigar, tenho vergonha. Ah! Já sei o que fazer, para que alguém me receba em sua casa quando eu for afastado da administração.» Então chamou cada um dos que estavam devendo ao seu senhor. E perguntou ao primeiro: Quanto deves ao meu senhor? Ele respondeu: Cem barris de óleo! O administrador disse: Pega a tua conta, senta-te, depressa e escreve: cinquenta! Depois perguntou a outro: E tu, quando deves? Ele respondeu: Cem sacas de trigo. O administrador disse: Pega tua conta e escreve: oitenta. E o senhor elogiou o administrador desonesto, porque agiu com esperteza. De fato, os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz».
 
COMENTÁRIO: «Os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz». O mundo passa e nós passamos com ele. Os reis, os imperadores, tudo desaparece, entranhado na eternidade, de onde não se regressa. A única coisa que realmente interessa é salvar a nossa pobre alma. Os santos não estavam presos aos bens da terra; só lhes interessavam os bens do céu. As pessoas mundanas, pelo contrário, só se interessam pelo tempo presente. Temos de fazer como os reis, que, quando estão em vias de ser depostos, mandam guardar os seus tesouros noutro local, onde os têm depois à sua espera. Assim também um bom cristão manda as suas boas obras para a porta do céu. A terra é uma ponte para atravessar um rio: serve apenas para nos permitir caminhar. Estamos neste mundo, mas não somos deste mundo. Todos os dias dizemos: «Pai nosso, que estás nos céus…»; temos, pois, de esperar a nossa recompensa quando estivermos «em casa», na casa do Pai (São João-Maria Vianney, presbítero, Cura de Ars).
 
Está proibido falar de “céu” ou de “eternidade” para o homem moderno. O importante, alardeiam as ideologias materialistas de nossa época, é buscar a felicidade “aqui e agora”!
Beata Bárbara Maix, rogai por nós e pelos cristãos perseguidos e martirizados no mundo inteiro!
Tenha um abençoado final de semana!
À Jesus, toda a honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler

LOJA VIRTUAL

(Clique na imagem para acessar)

fechar
Comece a digitar para ver as postagens que está procurando.
Voltar Ao Topo