Reflexão do Evangelho 19/01/2022

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje…

Evangelho de hoje, 19 de janeiro (Mc 3,1-6): «A cura do homem da mão ressequida»
Outra vez, Jesus entrou na sinagoga, e lá estava um homem com a mão seca. Eles observavam se o curaria num dia de sábado, a fim de acusá-lo. Jesus disse ao homem da mão seca: «Levanta-te! Vem para o meio!» E perguntou-lhes: «Em dia de sábado, o que é permitido: fazer o bem ou fazer o mal, salvar uma vida ou matar?» Eles ficaram calados. Passando sobre eles um olhar irado, e entristecido pela dureza de seus corações, disse ao homem: «Estende a mão!» Ele estendeu a mão, que ficou curada. Saindo daí, imediatamente os fariseus, com os herodianos, tomaram a decisão de eliminar Jesus.
 
COMENTÁRIO: “O porquê do domingo!” Jesus, ao curar o homem de mão seca num dia de sábado, revela-nos que para Deus não há propriamente dia de descanso. Ele sempre age, quer conservando o que criara, quer manifestando seu amor e misericórdia aos que redimiu. O Livro do Gênesis nos diz que, depois de concluída a obra da criação, o Senhor “descansou do seu trabalho no sétimo dia” (Gn 2, 2), e foi em comemoração disso que se instaurou entre o povo da Aliança o descanso sabático. No entanto, mais importante do que a criação das realidades visíveis e invisíveis, há a redenção das almas, pois de que adiantaria, com efeito, termos nascido se não fôramos redimidos? A partir do glorioso domingo de Páscoa, em que Cristo, vítima imolada em holocausto de amor ao Pai e em favor dos pecadores, ressurgiu como primícias dentre os mortos, temos a alegria de contemplar uma obra maior do que a criação deste mundo, ressequido pelo pecado: o nosso resgate e vocação às alegrias do céu! É por isso que nós, cristãos, já não observamos o sábado judaico, mas o Dia do Senhor, o “oitavo dia” em que Deus, saindo do seu descanso e tendo descido do seu trono de majestade para vir em socorro do homem pecador, trouxe a cura e a salvação à nossa mão seca, incapaz de amar e de se elevar por si mesma ao Reino cujas portas Jesus nos franqueou.
 
«O Evangelho relata numerosos incidentes em que Jesus é acusado de violar a lei do sábado. Mas Jesus nunca viola a santidade deste dia (Mc 1,21; Jo 9,16). É com autoridade que Ele dá a sua interpretação autêntica desta lei: “O sábado foi feito para o homem e não o homem para o sábado”» (CIC, nº 2.173)
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler

escort -
slotbaronline.com
- cratos casino giriş -

kolaybet.pro

- asya-bahis.net -

betcup.pro

-
casinovale.club
- bahsegel.club