Reflexão do Evangelho 22/10/2020

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje….

Evangelho de hoje, 22 de outubro (Lc 12,49-53): «O amor ardente de Deus pelos homens!»
Disse Jesus aos seus discípulos: «Fogo Eu vim lançar sobre a terra, e como gostaria que já estivesse aceso! Um batismo Eu devo receber, e como estou ansioso até que isso se cumpra! Pensais que Eu vim trazer a paz à terra? Pelo contrário, Eu vos digo, vim trazer a divisão. Pois daqui em diante, numa família de cinco pessoas, três ficarão divididas contra duas e duas contra três; ficarão divididos: pai contra filho e filho contra pai; mãe contra filha e filha contra mãe; sogra contra nora e nora contra sogra».
 
COMENTÁRIO: «Eu vim lançar fogo sobre a terra e como gostaria que ele já se tivesse ateado». O Senhor nos quer vigilantes, esperando a todo o momento a vinda do Salvador. Mas, dado que o proveito é pequeno e o mérito fraco quando é o receio do suplício que impede que nos percamos, e uma vez que o amor tem um valor superior, o próprio Senhor ateia o nosso desejo de alcançar a Deus quando diz: «Eu vim lançar fogo sobre a terra». Não se trata, obviamente, do fogo que destrói, mas do que produz a boa vontade, daquele que torna melhores os vasos de ouro da casa do Senhor ao consumir o feno e a palha (1Cor 3,12ss), devorando toda a ganga do mundo, acumulada pelo gosto dos prazeres terrenos, obra da carne, que deve perecer. Era o fogo divino que ardia nos ossos dos profetas, como declara Jeremias: «Dentro de mim ardia um fogo devorador, encerrado nos meus ossos» (Jer 20,9). Porque há um fogo do Senhor, do qual se diz: «Há um fogo que o precede» (Sl 96,3). O próprio Senhor é um fogo, diz Ele, «que arde sem consumir» (Ex 3,2). O fogo do Senhor é luz eterna; e nesse fogo se acendem as lâmpadas dos crentes: «Estejam cingidos os vossos rins e acesas as vossas lâmpadas» (Lc 12,35). Como os dias desta vida ainda são noite, temos necessidade de uma lâmpada. Era o fogo que, segundo o testemunho dos discípulos de Emaús, o próprio Senhor tinha colocado neles: «Não estava o nosso coração a arder cá dentro quando Ele nos falava pelo caminho e nos explicava as escrituras?» (Lc 24,32). Eles nos ensinam qual é a ação desse fogo, que ilumina o fundo do coração do homem. É por isso que o Senhor virá no fogo (Is 66,15), para consumir o mal no momento da ressurreição, cumulando com a sua presença os desejos de todos e projetando a sua luz sobre os méritos e os mistérios (Santo Ambrósio, bispo de Milão, doutor da Igreja).
 
São João Paulo II, rogai para que o sopro do Espírito Santo suscite uma nova primavera missionária na Igreja.
À Jesus, toda a honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler

LOJA VIRTUAL

(Clique na imagem para acessar)

fechar
Comece a digitar para ver as postagens que está procurando.
Voltar Ao Topo