Reflexão do Evangelho 27/09/2021

Bom dia Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje….

Evangelho de hoje, 27 de setembro (Lc 9,46-50): «Quem for o menor, esse será o maior»
Surgiu entre os discípulos uma discussão sobre qual deles seria o maior. Sabendo o que estavam pensando, Jesus pegou uma criança, colocou-a perto de si e disse-lhes: «Quem receber em meu nome esta criança, estará recebendo a mim mesmo. E quem me receber, estará recebendo Aquele que me enviou. Pois aquele que entre todos vós for o menor, esse é o maior». Tomando a palavra, João disse: «Mestre, vimos alguém expulsar demônios em teu nome, mas nós lhe proibimos, porque não anda conosco». Jesus respondeu: «Não o proibais, pois quem não é contra vós, está a vosso favor».
 
COMENTÁRIO: «Surgiu entre os discípulos uma discussão sobre qual deles seria o maior». Jesus toma uma criança nos Seus braços para a oferecer como exemplo aos Apóstolos e corrigir as ambições demasiado humanas que tinham então no seu coração. Nos Apóstolos, nos ensinou a todos nós, corrigindo a nossa inclinação para buscar o que nos torna importantes, adultos. É notável a reflexão feita por São Josemaría Escrivá: «Não queiras ser grande. Criança, criança sempre, ainda que morras de velho. Quando um menino tropeça e cai, ninguém estranha; seu pai apressa-se a levantá-lo. «Quando quem tropeça e cai é adulto, o primeiro movimento é de riso. Às vezes, passado esse primeiro ímpeto, o ridículo cede o lugar à piedade. Mas os adultos têm de se levantar sozinhos. «A tua triste experiência quotidiana está cheia de tropeços e quedas. Que seria de ti se não fosses cada vez “mais pequeno”? «Não queiras ser grande, mas menino. Para que, quando tropeçares, te levante a mão de teu Pai-Deus». Por fim, o Senhor corrige a atitude exclusivista e intolerante dos Apóstolos, por proibirem “outros” de fazer o bem. São Paulo tinha aprendido essa lição e por isso pode exclamar quando estava na sua prisão romana: «É verdade que há alguns que pregam Cristo por espírito de inveja e de rivalidade, enquanto outros o fazem com boa intenção. Mas, que importa? Desde que, de qualquer modo, Cristo seja anunciado, quer seja por algum pretexto, quer por um verdadeiro zelo, alegro-me e alegrar-me-ei sempre» (Fl 1,15.18). «Alegra-te quando vires que outros trabalham em bons campos de apostolado. E pede, para eles, graça de Deus abundante e correspondência a essa graça (Caminho, n° 965).

Leia a Bíblia: “Disse-lhes Jesus: Os reis dos pagãos dominam como senhores, e os que exercem sobre eles autoridade chamam-se benfeitores. Que não seja assim entre vós; mas o que entre vós é o maior, torne-se como o último; e o que governa seja como o servo” (Lc 22,25-26).
São Vicente de Paulo, rogai por nós, pelos excluídos e pelo fim da Pandemia!
À Jesus, toda honra, louvor e adoração!
Shalom🙏Veni Sancte Spiritus! Veni Lumem Cordium!

Compartilhe Também

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

INSCREVA-SE NO BOLETIM INFORMATIVO

Inscreva-se para receber nossas últimas notícias

Mais para você ler